• (31) 3057-9300
  • (31) 98315-3579
  • ouvidoria@nucleomg.com.br

Catarata

Nossos olhos também envelhecem. Após os 40 anos, é normal que as pessoas precisem de óculos para atividades do cotidiano. Após os 50 anos (ou mesmo antes dessa idade, raramente), podem aparecer outras limitações. Por isso é importante ter atenção. Pessoas com dificuldade em enxergar seja de longe ou de perto, ou distinguir cores com baixo contraste, ou que vem apresentando mudanças frequentes no grau dos óculos, devem procurar um oftalmologista. Podem ser sinais da catarata.

 

Como a catarata se desenvolve?

A catarata acontece quando o cristalino (uma lente clara e transparente que foca a luz sobre a retina) se torna opaco, impedindo a penetração da luz.

Essa enfermidade é causada por uma modificação na composição química do cristalino e pode estar ligada a fatores como traumatismo, medicamentos, existência de doenças secundárias ou senilidade. Embora não sejam frequentes, também existem casos de catarata congênita.

 

Como descobrir a doença?

Os sinais e sintomas da catarata são:

  • Visão embaçada ou opaca, como se houvesse neblina no olho;
  • Falta de foco;
  • Cores desbotadas;
  • Aparecimento de um círculo em volta de luzes, um halo;
  • Dificuldade para enxergar a noite;
  • Sensibilidade à luz do sol e a outras luzes;
  • No início da doença, a visão pode ficar duplicada ou imagens múltiplas em um olho;
  • Necessidade de aumentar a luz para ler;
  • Trocas frequentes de óculos ou lentes de contato.

Para confirmar o diagnóstico da catarata, o médico precisa fazer alguns exames, como o teste de acuidade visual, o exame de olho dilatado e a tonometria, mas é normal que o médico solicite testes adicionais para a confirmação.

 

Como fica a visão do paciente com catarata?

Com a opacificação do cristalino, a visão do paciente com catarata fica embaçada e perda de foco, deixando-o com dificuldade para enxergar cores com baixo contraste e dando uma sensação de neblina no olho. Muitos destes sintomas surgem de maneira gradual e acabam passando despercebidos.

Esse processo pode ser mais leve ou mais severo, progredindo de forma mais lenta ou mais rápida, dependendo de cada pessoa.

 

Como a catarata é tratada? Existe prevenção?

Não é possível prevenir ou tratar a catarata com medicamentos. Entretanto, os avanços tecnológicos, como novas lentes intra-oculares e técnicas cirúrgicas, incluindo o laser, além de trazerem melhora na visão podem até eliminar a necessidade dos óculos.

Na cirurgia, é feita a substituição do cristalino, a lente natural do olho, que está opacificado, por uma lente artificial intraocular. Métodos e dispositivos avançados estão sempre sendo desenvolvidos para propiciar o melhor resultado possível, sendo que hoje, a cirurgia de catarata é um procedimento seguro e eficaz.

Com a realização da cirurgia, pessoas de qualquer idade podem voltar a ter uma vida normal e impedir que a catarata limite sua independência. Por isso, procurar o diagnóstico adequado logo nos primeiros sintomas é imprescindível.